Extreme 4X4 Almeirim 2014

Água da chuva não apagou a chama da competição

Decorreu no passado fim-de-semana na povoação de Marianos, Almeirim a penúltima ronda do Troféu Extreme 4×4 Aveimaster 2014, numa organização que esteve a cargo dos Bombeiros Voluntários de Almeirim.

As expectativas antes do evento eram altas, pois não só a lista de inscritos era numerosa, como a organização tenha preparado um recinto de grande qualidade, com muito espaço para o público e equipas, e com pistas exigentes e bastantes espetaculares.

No que diz respeito às pistas diga-se que mais uma vez tivemos uma mudança significativa do tipo de terreno. Na última prova em Sesimbra os participantes encontraram um terreno consistente, com zonas de alguma rocha, pedras e barro seco, o que contrasta radicalmente com a terra solta, seixos rolados, e barro escorregadio de Almeirim.

Porém, por muito bem preparado e organizado que esteja um evento, existe um “pequeno” detalhe que ninguém pode controlar. Esse detalhe é o clima. Em Sesimbra choveu nos dia e noite anteriores à prova, e ainda se chegou a temer que a mesma regressasse durante o evento coisa que não veio a acontecer, muito pelo contrário. Mas em Almeirim não só choveu antes, como durante e até depois da prova, de alguma forma estragando um evento que tinha tudo para ser um dos mais espetaculares da temporada. Ora com mais intensidade, ora com menos intensidade ao longo de todo o dia foi sempre chovendo, tornando algumas partes das pistas muito escorregadias. A dado momento parecia que “os deuses deviam estar loucos” pois sempre que se alinhava uma classe para o sector de resistência parava de chover e o sol quase que rompia entre as nuvens… mas depois, no minuto exato da partida começava a chover com intensidade e mantinha-se assim durante grande parte do setor.


“Click” para aceder a um  álbuim / slideshow alargado..!

No que diz respeito a equipas participantes, a lista de inscritos inicial continha mais de duas dezenas e meia de participantes, mas por motivos bastante diferentes, vários deles acabaram por não comparecer, e assim apenas 19 alinharam à partida. A divisão de participantes fez-se de forma quase homogénea, com 6 na classe Promoção, 6 na classe Super Proto, e finalmente a classe Proto a ter mais 1 participante que as outras, com 7 carros no total.

O esquema base do evento foi o já conhecido de todos, com os sectores de perícia a realizarem- se em simultâneo para as três classes durante a manhã, e depois durante a tarde a terem lugar o sectores de resistência de cada uma das classes à vez, com os Super Proto a serem os segundos a entrar em pista para “degradar” um pouco os obstáculos e tornar menos complicada a resistência Proto.

CLASSE PROMOÇÃO: HORTICOLAS POLICARPO/ XS5 SAI VITORIOSO
De entre os seis participantes na classe Promoção, a equipa Hortícolas Policarpo/ XS5 foi a que dominou a competição em pista, e o seu domínio só não foi total neste evento porque foi penalizada em 10 pontos nas verificações técnicas. Foi precisamente esta penalização que refletida na classificação do sector de perícia acabou por dar a vitória neste mesmo sector à equipa Dream Power 4×4, relegando assim a equipa do Land Rover para o segundo lugar. Na terceira posição ficou a equipa Team Father Motor Sport

Da parte da tarde, como habitualmente, a classe Promoção foi a primeira a cumprir o sector de resistência. Com uma pista com um grau de dificuldade inferior, teve ainda assim que lidar com alguns obstáculos complicados, incluindo uma descida muito escorregadia devido à chuva persistente.

Por ironia do destino, o Team Dream Power 4×4 , que havia vencido a resistência foi a primeira equipa a ter que parar na resistência. Uma avaria na caixa de velocidades do seu Pajero relegou a equipa para o ultimo lugar da resistência.

A vitória na resistência foi para a equipa Hortícolas Policarpo/ XS5 que conseguiu dar 11 voltas ao circuito, precisamente mais três que o Team Father Motor Sport, que com 8 voltas terminou em segundo. Em terceiro neste sector ficou o Green Team com apenas 5 voltas cumpridas.
A vitória final acabou assim por ser entregue à equipa Hortícolas Policarpo/ XS5 com 572 pontos, seguida pelo Team Father Motor Sport em segundo lugar com 485 pontos e em terceiro pelo Green Team com 431 pontos

CLASSE PROTO: TEAM RCA REPETE O TRIUNFO

Um pouco à semelhança do que aconteceu com a classe de Promoção, também na classe Proto uma equipa dominou a totalidade do evento. Neste caso foi o TEAM RCA que conseguiu superiorizar-se aos seus adversários , muito embora o Team Sempre os Últimos e o ACFS Team LM4 se tivessem mantido sempre por perto sem dar grande margem para erro ao vencedor.

A vitória do Team RCA começou a desenhar-se no sector de Perícia, o qual venceu com uma curta margem de apenas 4 pontos sobre o Team Sempre os Últimos. Em terceiro lugar na perícia ficou o Team RoTTa do Cabo 4X4 II Sesimbra, que somou 249 pontos, ou seja menos 12 que o vencedor.

O domínio do Team RCA manteve-se depois no sector de resistência, com esta equipa a conseguir completar 16 voltas ao exigente circuito preparados pelos homens de Almeirim.

Quem também esteve muito bem neste sector foi o ACFS Team LM4, conseguindo igualar o resultado do TEAM RCA ao completar as mesmas 16 voltas do seu adversário.
O terceiro classificado neste sector foi o Team Sempre os Últimos que completou 14 voltas. Azarado neste sector foi o BSAuto / Base Branca 4×4 que caiu num dos buracos do percurso pouco depois de ter completado a primeira volta e lá ficou retido até final. Nem mesmo os esforços do Team RoTTa do Cabo 4X4 II Sesimbra e depois do Team Team Transantonino / Veicomer valeram para que regressassem à competição, deixando na equipa uma sensação de alguma frustração devido á sua falta de sorte.

No final dos dois sectores saiu vencedor o Team RCA, que somou 606 pontos. Em segundo lugar ficou classificado o ACFS Team LM4 com 592, e no lugar mais baixo do pódio terminou a equipa de Marinhais, o Team Sempre os Últimos com 572 pontos.


AUTO HIGINO SOBE AO PRIMEIRO LUGAR DO PODIO DA CLASSE SUPER PROTO…

… Mas foi o Team Ladricolor / Euro 4×4 Parts quem venceu os sectores de resistência e perícia.

O resultado da classe Super Proto não reflete o que se passou em pista, pois o Team Autohigino foi na verdade o segundo classificado, isto se levarmos apenas em linha de conta o aspeto desportivo. Quem dominou a prova de Almeirim na classe Super Proto foi o regressado Team Ladricolor / Euro 4×4 Parts, mas a sua não comparência nas verificações e no briefing da prova, ditou à luz do regulamento, uma penalização de 60 pontos, fazendo a equipa descer ao quarto lugar final e melhorando assim a classificação dos três que ficaram á sua frente.

A classe Super Proto contou com 6 participantes na prova de Almeirim, que deram bastante espetáculo e provocaram emoções fortes.

No sector de perícia, como já dissemos atrás , venceu a equipa Ladricolor / Euro 4×4 Parts, seguida da equipa Base Branca 4×4 em segundo lugar e da equipa Lider Carnes/ Base Branca 4×4 em terceiro.

No entanto, foi feita a aplicação da penalização de 60 pontos à Equipa Ladricolor / Euro 4×4 Parts logo no sector de perícia, bem como ainda a aplicação de uma penalização de 10 pontos á equipa Base Branca 4×4. As penalizações acabaram por ditar uma classificação parcial da perícia um pouco diferente do esperado, com o Líder Carnes/ Base Branca 4×4 a ser promovido a vencedor, e com o Team AutoHigino a passar de quarto para segundo. Já o Team Base Branca 4×4 de segundo desceu para terceiro, e o Team Ladricolor / Euro 4×4 Parts desceu de primeiro para quarto.

Este sector ficou ainda marcado por dois capotanços: Primeiro o Team Helder Tiago, que capotou de forma algo aparatosa o seu Nissan na segunda pista. O piloto nada sofreu e o navegador também não, até porque este estava fora do carro e distante do mesmo. Já o carro sofreu danos na mecânica que colocaram a equipa fora de prova.

Removido o Nissan de Helder Tiago da pista foi a vez do Team F Power Preparações 4×4 dar a sua cambalhota, mas que se resumiu apenas a isso, pois o carro ficou sobre as quarto rodas e em poucos segundos estava novamente a andar e a terminar o sector.

De destacar nestes dois incidentes por um lado o elevado grau de segurança que estas máquinas já apresentam, pois em termos estruturais os danos quase que não existiram, e pelo outro a importância que teve o cumprimento das normas de segurança que contribuem de forma significativa para o minimizar dos riscos, como ficou bem demonstrado nestes dois exemplos.

Seguiu-se depois o sector de resistência, com as equipas a enfrentarem uma pista que tinha tanto de exigente como de espetacular, e que proporcionou momentos muito interessantes. Uma das características do piso da prova de Almeirim é que á medida que as passagens dos participantes se vão sucedendo, os obstáculos vão ficando mais fáceis na maioria dos casos, e com isto o ritmo das voltas vai sempre aumentando, num crescendo que apenas termina com a bandeira de Xadrez.

A Ladricolor/ Euro 4×4 Parts venceu este sector com nove voltas cumpridas, seguida de perto pelo Team Autohigino com 8. Em terceiro no sector ficou o Team Lider Carnes/ Base Branca 4×4 com 6 voltas.

Como resultado final da classe Super Proto e feito aglomerado da componente de Pericia, venceu a prova de Almeirim o Team Auto Higino, seguido do Team Lider Carnes/ Base Branca 4×4 em segundo lugar e do Team Base Branca 4×4 em terceiro.

TROFÉU FEDIMA: ACFS TEAM LM4
APROXIMA-SE  DA  LIDERANÇA


No evento de Almeirim, foram 5 as equipas que participaram no Troféu Fedima 2014, disputando entre elas os pontos para este troféu monomarca destinado às equipas que utilizem os pneus da casa de Alcobaça.

Entre os participantes venceu a equipa AFCS Team LM4. Depois, em segundo lugar terminou o
Team “Sempre os Últimos” e em terceiro ficou o Team Hortícolas Policarpo/ XS5

À semelhança do troféu principal, esta foi a penúltima ronda do Troféu Fedima que irá encerrar com a realização do evento de Alenquer.

TROFÉU GUINHO SUPERWINCH: DREAM POWER
É O VIRTUAL VENCEDOR A UMA PROVA DO FIM


O “Extreme 4×4 Almeirim 2014” contou também para o Troféu Guincho Superwinch, destinado apenas às equipas que utilizem Ginchos Superwinch. Neste troféu a equipa Dream Power 4×4 assegurou a vitória no troféu numa altura em que ainda falta disputar um evento.

 

EQUIPAS PARTICIPANTES EM ALMEIRIM




Fonte: Hélder Custódio –  Todoterreno.PT

 

Mais info aqui..! Visite, marque o “Gosto/Like” no topo da página e divulgue-a junto da sua lista de amigos. Assim, enquanto procurarmos levar a sua informação mais longe e a um número maior de pessoas, poderá ver o seu “logo de perfil” aparecer, aleatoriamente, nas páginas principais do TTVerde..!

Informação e divulgação gratuita de eventos e actividades dentro do espírito TTVerdePT, conforme as nossas condições gerais de divulgação.  Rejeitamos a responsabilidade pelas informações e material gráfico disponibilizados por terceiros. Este site não se subordina aos novos acordos ortográficos, aos quais é indiferente, publicando os textos conforme as preferências dos seus autores.